domingo, 12 de fevereiro de 2012

Entardece e eu continuo a beira da praia, um casaco e a bebida do lado, a lua grande e bela em minha frente, fico falando sozinho, talvez achando que a lua poderá me ouvir ou até mesmo me ajudar, sabe aquele aperto que eu sentia toda vez que eu lembrava de você? Pois é ele se encheu com pensamentos meus, sabe aquela lagrima que correu no meus rosto ao pensar em você? Pois é ela correu e na boca morreu, o caminho que ela fez secou.
Porque é certo que lá na frente vai ter um pedaço de seu passado, caberá a cada um de nós fazer com que esse pedaço, seja a lembra de algo bom.

Autor: JuniorPoltergeist

4 comentários:

Simone MartinS2 disse...

Como diz meus filhos: quem vive de passado é museu, então, bola pra frente, quqe a fila anda...bjinhos

JuniorPoltergeist disse...

A verdade é que parece fácil, alguém que marca sua vida e do nada desaparece, ou deixa uma marca, mais não é, tem um longo caminho até que se consiga esquecer da pessoa que amo verdadeiramente.

Bjs, JuniorPoltergeist

Imac by Artes disse...

Querida amiga!
Também vi essa lua cheia de fevereiro com todo seu esplendor
(na Praia) Foi lindo de viver.
Abraços! Um dia abençoado pra ti.

JuniorPoltergeist disse...

Deculpe-me mais sou Homem (:
Um dai abençoado pra ti também.