quarta-feira, 18 de abril de 2012

Pra Frente

Roubaram a minha inocência
Quando eu ainda não existia
Pessoas sem escrupulos
Sem valentia
Perdi tudo
E fiquei
Colhendo pedaços do passado
Até que eu percibi
Que do passado
Só restou o orgulho
Que está tapando a minha garganta
Sem deixar o ar livre passar

5 comentários:

Ingrid disse...

forte e belo..
beijos..

Tatuagem disse...

Beijo! =)

Bixudipé disse...

As lembranças são o melhor remédio, e também veneno!

Abração,
Rodrigo Davel

Imac by Artes disse...

Olá amiga!
Amei sua visita! Obrigada!
Abraços! uma linda e abençoada
tarde pra ti.

Alê disse...

Mas o que está preso na garganta, precisa ser colocado pra fora... Pra não causar dores emocionais,


Bjkas