sexta-feira, 2 de setembro de 2011

BEIJO

Lábios que se procuram

Numa necessidade crua

De entrar no outro

Desvendar segredos

Molhados, doces e ásperos

A barba que roça na face

A eternidade da entrega

Tudo por causa de um

Único corajoso beijo

Um mistério oculto

No encontro de bocas

Numa insana e frenética

Sucessão de lábios colados

Tentando manter-se unidos

Os olhos brilhantes

Ora abertos

Para ter certeza do outro

Ora fechados

No êxtase do instante

Línguas invasivas

Dentro apenas dentro

Apenas beijo...
 

 

5 comentários:

helio.rocca disse...

O beijo encanta e pulveriza sua profusão de emoções, o beijo é tudo... Lindo amiga, parabéns!

Jasanf disse...

Através do beijo tudo se renova e os laços, ora sexualizados, ora transcendentais, entremeia poesia.

cidinha disse...

Olá. Lindo texto!O beijo dado com emoção se transforma todo momento nesse encontro de busca, nessa união de ser apenas um ! Bjokitas mil obrigada sempre pelo carinho!

Rosivar Marra Leite disse...

Obrigada, amigos!
Esse poema descreve um beijo de amor! Esse beijo eu beijei e foi incrível...

Simone MartinS2 disse...

Beijar ou nao beijar, eis a questão! Beijo roubado e nao ter depois que pensar no passado naquele beijo que nao se deu...Beijar e entrar com tua lingua no ceu da boca de teu amor e voar com ela por espaços nunca habitados do coração e flutuar entre misturas de saliva e paladar dos deuses, o beijo dde lingua...Aff! Deu vontade...bjin