sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

VIDAS

Na minha ânsia de tentar entender
A cumplicidade espontânea que existe entre nós
A afinidade verdadeira que nos surpreende cada vez mais
O querer bem que nossos atos exprimem diariamente
Esse medo de perder, não de ficar sozinho, mas sim de ficarmos sem nos ver
Essa vontade de compartilhar o dia
Coisas boas, estresses, fracassos e sucessos
Simplesmente por querer que o outro saiba
Na minha crença só uma explicação
Estivemos juntos noutra encarnação
Vivemos outras vidas 
Muitas vezes tentamos
Aprendemos com nossos erros
Para nesse encontro acreditar
E desta vez fazermos de tudo 
Para juntos para sempre
Um com o outro ficar...

3 comentários:

Asas da Ilusão disse...

O amor é lindo, como é lindo esse poema. parabéns!

Rosivar Marra Leite disse...

Obrigada!
Bjim

Cidinha disse...

Olá Belo texto. Tanto sentimento e cumplicidade. Adorei! Bjos.