quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Tudo o que sinto


Agora eu sei o que é tristeza, agora eu sei o que é chorar.
Este mal que nem é meu, mas me afeta como se fosse.
Sinto as sua dor, sinto seu desespero, quero que sinta a mim da mesma forma que te sinto, mas quero que sinta que eu sempre estarei aqui, sempre.
Não consigo mais dormir direito, não consigo mais comer, oh Deus porque isto foi acontecer.
Quem dera que fosse comigo, eu suportaria, mas foi com você, isto me atinge mais que tudo.
Vamos sair desta eu sei, da mesma forma em que o mar fica revolto mas logo se acalma,
Conosco será da mesma forma, em meio a tempestade veremos um raio de luz,
este que nos trará paz, espero que chegue logo....

Um comentário:

Ivone Poemas disse...

Que dor, mas creia mesmo no que escreveste aqui "da mesma forma em que o mar fica revolto mas logo se acalma",assim é a vida e assim poderá logo ficar bem!
É o meu desejo sincero, abraços e beijos em seu coração!
Ivone