terça-feira, 4 de outubro de 2011

E S P E R A N Ç A


Executei este trabalho no torno. Queimei a 980 graus!

"Senhor!Dá-me a esperança, leva de mim a tristeza e não a entrega a ninguém.
Senhor! Planta em meu coração a sementeira do amor e arranca de minha alma as rugas do ódio.
Ajuda-me a transformar meus rivais em companheiros, meus companheiros em entes queridos.
Dá-me a razão para vencer minhas ilusões.

Deus! Conceda-me a força para dominar meus desejos.
Fortifica meu olhar para que veja os defeitos de minha alma e venda meus olhos para que eu não cometa os defeitos alheios.

Dá-me o sabor de saber perdoar e afasta de mim os desejos de vingança.
Ajuda-me a fazer feliz o maior número de possível de seres humanos, para ampliar seus dias risonhos e diminuir suas noites tristonhas.
Não me deixe ser um cordeiro perante os fortes e nem um leão diante dos fracos.
Imprime em meu coração a tolerância e o perdão e afasta de minha alma o orgulho e a presunção.
Deus! Encha meu coração com a divina fé...Faz-me uma mulher realmente justa"
Tagore

Por Ma Ferreira

6 comentários:

Ingrid disse...

amei..
adoro verde e o trabalho está belíssimo!
beijos querida...
saudades.

Guma Kimbanda disse...

Olá Má, querida Kamba!

Agora por aqui, pois não me tinha debruçado ainda sobre este cantinho poético e aproveitando aos poucos estar voltando, (não estou publicando por agora) quis com tempo de qualidade palmilhar, sentir teu estar neste outro estágio.
Li um pouco, mas quero e faço gosto em ler e visualizar outras postagens e me ambientar.
Tenho paixão por texturas e grafismos em espiral, mas o que me leva a deixar algumas palavras tem a ver com tua digna oração, este azul suave que me recebeu, e o tom verde que de esperança desta peça que tem nome e luz.
Um ser assim, tem e reflecte amor pelo próximo e eu, até na sombra dessa luz que emanas, me sinto feliz por receber essa energia boa.

Artista amiga...
Que a criatividade que nasce de tua alma e tuas mãos digitam, seja pela vida fora, uma das formas de realização, mas acima de tudo a maneira de comunicares com os demais e os tocares com o teu bem querer.

Beijo e kandandos a atravessar tanto mar...

Jasanf disse...

Também adoro verde e a peça ficou sensacional, Ma! Beijocas.

Evaldo disse...

Linda peça, Ma Ferreira.
Verde, símbolo da esperança.
O poema é uma profunda prece.
Abs.

retrato disse...

por qualquer motivo, que desconheço, não consigo postar no teu outro Blogue assim, aqui fica o meu comentário.

a cerâmica enriquecida pela forma, pela cor, pela pintura, espelham bem a tua criatividade e dedicação. este Blogue é Arte e, reconhecidamente, reflete bem os longos caminhos que os teus trabalhos já percorrem fruto de um resultado que dá pelo nome de... Qualidade e reconhecimento.

bj...nho

Paulo Cesar PC disse...

Ma Ferreira, que suavidade nas palavras de cada linha desse texto. Parabéns pelo blog que consegue manter essa riqueza de conteúdos. Um beijo no seu coração.