sábado, 16 de julho de 2011

FROM THIS MOMENT ON

Deste momento em diante
Posso dizer
Que pude sentir
A centelha do verdadeiro amor,
Amor tão nobre
Que prefere a solidão sentida
A magoar o ser amado...
Anjo protetor
Com as asas quebradas
Por tamanha dor,
Feliz daquele que amou
Mesmo um amor complicado...
Não há nada de errado
Em sentir esse sentimento
Que machuca e desampara,
Mas o amor é assim
E dizem os poetas
Que pra ser amor
Tem que doer a beça...

6 comentários:

Jasanf disse...

Os momentos fugazes se tornam o elixir do sentimentalismo que paira nos corações humanos.

Van disse...

O amor não tem que ser necessariamente doloroso, mas as vezes é e não dá pra escolher.
Lindo texto!

LuH disse...

Já disse Tom Jobim:

"Que todo grande amor
Só é bem grande se for triste
Por isso, meu amor
Não tenha medo de sofrer
Que todos os caminhos me encaminham pra você"

Sai ganhando quem ama de qqr forma: pq viveu, pq latejou, pq sentiu...de qqr forma o encontrou

Belo poema!

Anônimo disse...

Tom Jobim era sábio, Luh!
Espero ter encontrado um pouco do amor, mesmo que dolorido...
Rosivar

Ma Ferreira disse...

Rosivar.. Feliz aquele que amou, mesmo que tenha sido um amor fugaz..durou o tenho que tinha pra durar...

Bj

Ma

Tatiana disse...

Que deleite, que delicadeza, que beleza!!!