segunda-feira, 18 de julho de 2011

Não quero pensar em nada

Não, hoje não quero pensar em nada.
Que há problemas no mundo, eu sei
E Camões e tantos outros poetas também sabiam.
Entretanto, o dia está lindo e não quero perturbar-me.
Escrever, escrever, escrever...
Talvez, isso seja uma boa ideia,
Porém não quero estragar a poesia deste amanhecer.
Parece que tenho preguiça. Um momento, por favor!
Preguiça?! Claro que não!
Tenho admiração e vontade de agradecer.
Dizer obrigada ao Criador, por ter me mostrado
Este dia ensolarado, uma manhã de inverno,
Nem fria nem quente, mas bela.
Como o heterônimo de Fernando Pessoa,
Quero ter o primeiro olhar.
É por isso que, só por hoje,
Não desejo ver os problemas.
Refletir sobre eles? Não.  São muitos.
Por alguns instantes, prefiro a luz do sol àquela do discernimento.
Já disse, não quero pensar em nada...

Aline

2 comentários:

Layz Costa disse...

hsauhs...blog mara....ameiiiiiiii
hehe

tenha uma ótima semaninha!

seguindo vc..

Tatiana disse...

Aline, também não quero pensar em nada!!!