sábado, 13 de agosto de 2011

Entre todas estarei atento

Entre todas estarei atento
como se fosse meu último desejo,
como se fosse a chama do pensamento
que há longo tempo não vejo

Entre todas estarei atento
como se fossem a mesma,
como se tivessem meu pensamento,
como se tivessem a paz que me deixa

E não for em todas
não há de ser de nenhum modo,
não há de ser pelas horas

E se não for contigo
não haverá pensamento
Entre todas estarei atento.

Acessem e comentem meu blog. Vai ser um prazer recebê-los.
http://gabrielcastelar.blogspot.com/

5 comentários:

Reflexo d'Alma disse...

Seus belos versos me soam como um maravilhosa canção...
Lindo sentir o que
os versos me causam
agora que
leio
e a brisa entra pela janela
e d eleve
balança as cortinas
como em seus poema
num ir e vir
deliciosamente
gostoso de sentir.
Bjins entre sonhos e delírios

Gabriel Castelar disse...

Muito obrigado querida. Fico feliz com seus comentários.

Beijos

Rosivar Marra Leite disse...

Também acredito que entre todos, existe um alguém especial, que merece toda a beleza da nossa alma.
Amei, viu?
Belo poema!

Tatuagem disse...

Muito lindo!

Beijos

Patrícia Pinna disse...

Oi, tem comentário meu em "EMBRIAGUEZ".Essa postagem sua é muito intensa!
Beijos, e fique com Deus!