segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Eu rio, tu lago

Eu rio
Tu lago
Ele mar
Nós oceano...

Sem ti, meu eu se torna vazio;
Sem ele, o outro, meu rio não tem onde desaguar;
É do encontro meu, teu e dele que formamos o oceano...
O oceano da vida, um infinito encontro/desencontro,
Misto de relações que formam teias.
Cada um é um ponto desse emaranhado.
Só sou eu porque há um tu e um ele que assim me consideram
E porque eu os considero assim.
Quando desconheço quem está do outro lado, do telefone, por exemplo,
Tudo se torna vazio e uma nova tecelagem se inicia...
Outros rios se cruzando,
Formando lagos e mares,
Constituindo, por fim, OCEANO...

5 comentários:

Sonia Guzzi disse...

Um emaranhado de sentimentos que se apresentam apenas...como pequenas ondas...
Bjs, em divina amizade.
Sonia Guzzi

Reflexo d'Alma disse...

Que belo texto.
Renova em mim
um sentimento tão gostoso;
coisa boa!
Linda semana pra nos
bjins entre sonhos e delírios

Jasanf disse...

Aline, você se supera cada vez mais na fôrma e na forma poeticidade, que desaguemos todos num belo oceano.

Vitória Tavares disse...

Encantador, mto lindo.

Acesse: umcafepara2.blogspot.com

parabéns!

Braulio Pereira disse...

Amei.

que lindo..

belo


sensual.


beijo!!