segunda-feira, 27 de junho de 2011

GRIPE


Estado quase anormal de uma normalidade!
Não apresenta nada de surpreendente,
Mas é sempre é uma sensação nova.
Um espirro que causa alívio,
Uma tosse que limpa,
Febre que inebria.
Respirar: ato simples e quase imperceptível,
Entretanto um entupimento de narinas revela o seu valor.
Dê-me um descongestionante! Exijo.
Descongestionar: é isso que eu e o mundo precisamos!
Dar liberdade ao ar, ao trânsito, às pessoas...
Valorizar o que é simples!
A doença física não é só minha, também é social:
Prostração, cansaço, fadiga, indiferença ao que é circundante, individualismo...
Passa o meu estado, mas a sociedade continua a mesma.
Uma vacina, por favor: contra a gripe física e moral!


Aline

11 comentários:

Maria Luiza disse...

Ma... Amiga
Estamos precisando urgentemente de uma vacina contra essa gripe moral. Mas enquanto não temos está valendo um bom descongestionante!
Um abraço e tenha uma linda semana.

Jasanf disse...

Esplêndido, Aline, seu texto! A simbinose artística foi perfeita.

Ma Ferreira disse...

Aline,
Como seria bom se existise uma vacina contra a imoralidade!! Metade dos males que assolam a humanidade estariam resolvidos.
Parabéns pelo seu poema!
bj

Alê disse...

Apoiado!

Catia Bosso disse...

Atchimmmmm!!!!!!!!!!!!!!!!!



bj

Severa Cabral(escritora) disse...

Rsrsrsrsrsrs...muito bom para desobstruir tudo que está asfixiado...Bjsssssssssss

Reflexo d'Alma disse...

A
do
ra
vel!
Bjins entre sonhos e delirios

Artes e escritas disse...

Nem me fale, a previsão é de -2°C amanhã cedo. Rsrs. Um abraço do sul, Yayá.

CaFoFo online@ disse...

Pior que a gripe doenca tem cura, já a moral parece que cada vez mais quer tomar conta hehe

Lindo o blog de vocês! Sugiria que mudassem a letra aqui dos comentários, fica ilegível, e é sempre bom saber o que as outras pessoas também pensam a respeito do assunto do post. Nao fiquem chateadas que falei isso.

Beijinhos!

Tatiana disse...

Realmente, Aline!! Precisamos de um remédio para nos curar da gripe do medo, da impaciência, da dor, da tristeza e tantas outras gripes.

Beijos

Anônimo disse...

Que os cientistas descubram logo essa vacina, senão as almas mais sensíveis não resistirão a tamanha indiferença que torna as relações superficiais e doentes.
Amei!
Rosivar