quarta-feira, 1 de junho de 2011

Ilusão










Entre algas e céu

Horizontes despertam,

Entre ostra e pincel

No poeta inspirações açoitam

O autor à melancolia apela,

Já o ator contracena sem véu

Suave capela

Que ressurge e crê!








11 comentários:

OceanoAzul.Sonhos disse...

E neste horizonte pintado, sonhamos e voamos em suas palavras.
Abraço
oa.s

✿ chica disse...

Lindíssima,Catia! Lindo dia,beijos,chica

Ma Ferreira disse...

Catia..lindo poema..como sempre!! um doce!
bj
Ma

Vivian disse...

Lindo poema!!!
Encanta!!Beijos!!

Tatiana disse...

Belíssimo!!!!!!!!!!!!!!!!!

Jasanf disse...

Maravilhoso e encatador a performance do eu-lirico.

Débora Andrade disse...

Gostei muito, Catia!
Senti-lo é mais importante do que decifrá-lo.
Assim como o amor.

Beijos,
Débora.

Alê disse...

Acreditar sempre,

Meire disse...

Catita minha querida, vc conquista a gente com esses lindos posts *-* eu fico encantada com suas palavras menina!!!
mil bjokitas pra vc ;)

Roberta Maia disse...

Lindo,lindo...

Muita LUZ!!!

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Perfeito.
Lindo texto.
Encantada te convido para passar la no Espelhando e pagar um selo presente que tem la pra voce.
Bjins entre sonhos e delírios