segunda-feira, 20 de junho de 2011

O PODER DA PALAVRA

A palavra é a mais bela e a mais cruel criação humana e seu funcionamento é semelhante ao de uma fórmula secreta cujo efeito só é descoberto quando é posto em execução. Uma vez proferida, a palavra ganha força, mesmo sendo uma simples propagação de ondas sonoras. Mesmo escrita, seu poder permanece inalterado e surte tanto efeito quanto a que é falada.
É com a manipulação da palavra que o homem se insere na sociedade, constrói a personalidade e se torna capaz de coordenar as ações, assim como dominar, iludir, magoar e destruir seu semelhante. Através dela, são anunciadas ameaças e benevolências, críticas e elogios, e também se faz amigos ou se perde. Infelizmente, seu poder é desconhecido por muitas pessoas e essas acabam por usá-la sem qualquer cautela nem sentido, apenas por dizer, para “quebrar o silêncio”. Aliás, é nesse tão temido silêncio que muitas ideias surgem, sejam boas, sejam ruins, mas que definem um significado ao que será anunciado.
O desejo de se comunicar é inerente ao ser humano, e isso só é possível através desse veículo tão poderoso. Tudo gira ao seu redor, seja ela escrita, falada ou gesticulada. Os feitos do mundo só aconteceram por causa da palavra, por sua existência. O homem é fruto do que diz e do que ouve, do que escreve e do que lê.
Aquele que a liberta perde o seu domínio sobre ela e, assim, livremente, sem saber onde e como chegará, ela faz sua viagem. Muitas vezes, as ondas sonoras sofrem alterações em seus percursos, e interpretações equivocadas são feitas. Dessa forma, algo que fora transmitido como bom pode ser recebido como ruim e vice-versa.
Por fim, alguns questionamentos permanecem: como algo simples, tal qual a palavra, pode se tornar tão poderoso? Como pode chegar ao ponto de destruir uma nação inteira e de matar homens? E que capacidade é esta de unir almas, abrandar a raiva, confortar, dar esperança? Está aí, leitor, o grande poder das palavras, suas múltiplas facetas. Sendo assim, seja precavido, use-as com cautela, afinal elas voam sem destino e sem forma e não se pode inferir seu resultado.

Aline

11 comentários:

Ma Ferreira disse...

Aline..vc arrasou na sua postagem.

Além da bela escrita, o tema, muito bacana e que pouco pensamos a respeito.
Da responsabilidade das palavras ditas.
AS vezzes eu digo, o sentido de quem fala, nem sempre é decodificado de maneira correta por quem ouve.
As vezes trazem equivocos e nos magoamos sem razão.
Serve para enganar massas e amenizar corações.
Daria um debate e tanto.
Mas o importante é ficarmos alerta no que proninciamos. E não sermos precipitados em logo ir tirando conclusões do que ouvimos.
Tanta coisa né,

Bj

Não tenho muito contato contigo, mas gosto de vc, vc me passa uma sensasão boa, de gente do bem, que tenho certeza que vc é. Sempre acrescenta!
Bj
Ma

OceanoAzul.Sonhos disse...

O grande poder da palavra, no bom e mau sentido, tudo depende do modo como é usada. Magnifico texto para reflexão.
Um abraço
oa.s

Severa Cabral(escritora) disse...

Lindo para um dia de segunda-feira bem preguiçosa...lermos e refletirmos...bjssssssss

Jasanf disse...

As palavras proliferam em demasia. Ela esclarece ou obscurece a situacao. Boa reflexao!

José Sousa disse...

Olá Aline!
Concordo do que fala sobre a palavra. Quando diz "Infelizmente, seu poder é desconhecido por muitas pessoas e essas acabam por usá-la sem qualquer cautela nem sentido, apenas por dizer, para “quebrar o silêncio” com toda a certeza.

Um beijão

R. R. Barcellos disse...

- "In principio erat Verbo"...
- Magnífico texto. É a palavra que nos separa dos animais,levando-nos na direção dos anjos... ou dos demônios. Abraços.

JuniorPoltergeist disse...

Um grande poder que todos tens, mais que poucos sabem usar Palavras que alegram o coração, palavras que chegam a machucar, palavras sempre palavras.

Poeta Insano disse...

Mais do que escrever o poder da palavra,
você nos mostrou o poder através desse texto.
Uma definição que poderia ir para ''Wikipédia''.
Fez o uso devido com total sentido e talento,
fazendo disso um ato de sabedoria.

Um abraço!

Catia Bosso disse...

Formidável....Al!

Parabéns por me fazer pensar rsrs

Bjs

Tatiana disse...

Aline, quantas teorias linguísticas vi no seu texto, na sua escrita.O homem sempre tentou esmiuçar a palavra para conhecer seu real significado. Mas penso que isso não é possível , pois quando a colocamos em ação ela toma a forma que desejamos. Tal forma não pode ser de todo apreendida, porque já não é só palavra, mas a palavra-homem.

Belíssimo texto!!!!!

Reflexo d'Alma disse...

Adorei o post inteligente!
Amei o texto e toda sua inclinação.
Mas tambem pude ler muitas palavras
no mostrado acima...
como:
DUVIDA
FAMILIA
SEXO
AMIZADE
INVEJA
SEGREDOS
ODIO(...)

Adorei o caça palavras.
Bjins entre sonhos e del´rios